Leitores e escritores

canetas para arte e escrita 02Nossa preocupação não pode ser apenas a de criar leitores, temos também que criar escritores. Cada um de nós tem dentro de si um escritor adormecido, esperando ser acordado e incentivado a escrever.

Alguns projetos despertam o interesse dos alunos, principalmente crianças e adolescentes. Um dos que mais encantaram e divertiram os meus foi a “escrita colaborativa”.

O que é escrita colaborativa?

Como o nome já diz, é o texto escrito por várias pessoas. Ela funciona de maneira bem simples. Primeiro você passa um vídeo, dá um texto ou um filme que introduza sua proposta. Vamos supor que sua proposta seja “o amor”, tema bem interessante para essa época, antecedendo o dia dos namorados.

Você passa um filme romântico, depois dele passa questões de interpretação do filme e outras da mesma maneira que sempre faz. No final você passa a cada aluno uma folha e pede que façam um parágrafo introduzindo uma história de amor. Explique que é apenas o primeiro parágrafo e que outro aluno irá continuar a história. Recolha os papéis no final da aula, pedindo a cada aluno que anote seu nome no verso da folha.

Faça o mesmo com outra classe, com a diferença que no final, em vez de pedir a eles que escrevam o primeiro parágrafo da história, peça que leiam o primeiro parágrafo escrito pelos outros alunos (entregue a cada um uma das folhas que os outros já iniciaram) e escrevam a continuação, ou seja: o segundo parágrafo, anotando depois seu nome no verso da folha, abaixo do que já está lá.

Faça o mesmo numa terceira ou quarta classes, até que terminem a história. Quando terminarem, digite ou peça a eles que passem a limpo em grupos – corrigindo eventuais erros – e coloque num mural.

Não importa que os alunos sejam de classes, idades ou níveis diferentes, o importante é que estejam no mesmo “clima”, tenham visto o mesmo filme e a proposta seja a mesma. As diferenças irão enriquecer o texto ou torná-lo mais engraçado.

Os resultados costumam ser surpreendentes – ou surpreendentemente engraçados, e os alunos gostam desse tipo de desafio.

Na próxima postagem falaremos de outros tipos de incentivos aos “escritores adormecidos”. Para ser avisado das atualizações do blog, inscreva-se usando a forma que for mais conveniente para você entre as que estão disponíveis na lateral do blog.

Zailda Coirano – SOS Idiomas & Digital Goods

%d blogueiros gostam disto: