Lição de casa

Como fazer para que – pelo menos – a maioria dos seus alunos faça a lição de casa completa? É um problema quando os alunos começam a dar desculpas e a fazerem apenas uma parte da lição. Se isto está acontecendo com certa freqüência ou em grande escala em sua classe, que tal refletir a respeito?

Se damos uma lição de casa muito extensa ou muito complicada, certamente a maioria não irá fazer ou fará de forma incompleta. Lidamos mal com a frustração, nossa tendência é sempre fugir dela. Coisas difíceis trazem embutida uma possibilidade maior de frustração, logo a maioria nem tentará fazer. Tarefas muito extensas são cansativas e pode fazer com que sintam-se desanimados antes mesmo de começar.

Se damos um prazo muito curto (para amanhã, por exemplo) alguns alunos que têm outras atividades poderão não ter tempo suficiente para se organizarem e cumprirem a obrigação. Prazos muito longos farão com que a deixem “para amanhã” ou que a esqueçam completamente (era para hoje???). De 3 dias a 1 semana, dependendo da quantidade de exercícios ou da dificuldade dos mesmos me parece o melhor. Conseguirão se organizar para fazê-lo e não dará tempo de esquecer que existe.

Lição de casa repetitiva também é quase certeza de baixa participação dos alunos. Copiar 20 vezes a mesma frase não é uma boa opção. Variar sempre o tipo de exercícios, incluir cruzadinhas, desafios, piadas inseridas no contexto, quadrinhos, entrevistas a amigos e familiares, pesquisa, etc. fará com que se interessem pelo menos em tentar.

Claro que essa não será a solução para todos, mas repensando suas “lições de casa” você conseguirá um número bem maior de adesões e os “renitentes” poderão ser tratados caso a caso.

Leia também:

Favoreça a prática constante

Preparação de aula


%d blogueiros gostam disto: