Listas de verbos em inglês para decorar

Alguns professores, talvez para simplificar seu lado ou sabe-se lá por qual motivo, dão uma lista de 3 páginas com verbos para os alunos decorarem. Além de não servir para nada porque o fato de saber recitar a lista de trás pra frente não significa que os reconhecerá em um texto ou que saberá empregá-los para escrever ou falar, esse tipo de “aprendizado” é muito chato e desestimula o aluno porque é uma tarefa perdida, esquece-se rapidamente o que não é praticado, por mais bem decorado que esteja.

Sempre tive essa “cisma” com as tais listas, até que um dia, durante uma palestra com um americano mostrei a ele uma dessas listas que um aluno havia me trazido e que me pedira para ajudá-lo a memorizar porque teria uma prova sobre a tal lista na semana seguinte.

Dos tais verbos o tal americano – que além de americano também tinha faculdade específica para o ensino de inglês e pós-graduação em lingüística – desconhecia o significado ou o uso de pelo menos 10 deles.

Então eu me pergunto (e você aí também deve estar se perguntando a mesma coisa) para que um aluno brasileiro deve aprender verbos que nem um americano usa? Se nem um americano (graduado, ainda por cima) sabe usar esses verbos, com quem o aluno brasileiro irá usá-los?

Perde-se tanto tempo para que o aluno aprenda uma coisa inútil e que nem será capaz de usar, e depois reclama-se da falta de interesse dos alunos. Se o aluno precisa aprender os verbos no passado (nem todos, basta saber os mais usados), por que não com um jogo, uma atividade leve na qual tenha a oportunidade de usar meia dúzia de cada vez e com a prática constante os memorize?

Há muitas músicas em inglês com verbos no passado, por que não ensiná-las, com alguns exercícios sobre verbos no final ou então pedindo ao aluno que escreva uma música também, com os mesmos verbos? Em filmes de julgamento há muitos verbos em inglês na hora das descrições, relatos e testemunhos, por que não usar uma parte de um filme ou seriado, deixando em branco o lugar dos verbos no passado e colocando ao lado uma lista dos mesmos verbos no infinitivo para que o aluno faça as transformações necessárias e preencha os claros enquanto ouve?

Há mil formas de ensinar verbos no passado sem ser com as “famosas” listas. Mas desde que eu comecei a aprender inglês na escola (no início dos anos setenta ou final dos anos sessenta) muitos colegas insistem em passar essa verdadeira “tortura” para os alunos.

Leia também:

Favoreça a prática constante

Preparação de aula


5 Respostas

  1. É verdade Zailda concordo com você! Mais uma vez parabéns!

  2. ingles é muito dificio so aprende quem quer e quem tem força de vontade,e quem tem força de vontade não é tão divicio aprender ingles!!!!!!!!!1

  3. **aprender ingles não é dificio tãoto como matematica,quando eu fui aprender ingles de verdade eu pensei *nossa eu não vou conseguir nada*,mas depois eu fui aprendendo ai hoje eu sei mais ou menos,e eu tanbem adoro minha professora de ingles ela se chama marisa,então é isso até mais**

  4. **a tanbem concordo com vc dessa vez zailda parabens**

  5. adorrei este texto nota10

%d blogueiros gostam disto: