Violência na sala de aula

Tenho contato com muitos colegas na escola onde trabalho, aqui nos blogs educativos e em alguns grupos dos quais faço parte e muitos reclamam da mesma coisa: atitude violenta e falta de respeito de alunos. Alguns deles têm histórias de arrepiar os cabelos e fico imaginando o que faria se estivesse no lugar deles.

O professor – principalmente na escola pública – tem que se haver com classes com mais de 40 alunos de origens e educação diversas e ainda se quer que ele obtenha bons resultados. Não faço a mínima ideia de como um professor da escola pública consegue ensinar inglês para seus alunos. Aliás não sei como faz para ensinar qualquer coisa.

Fica bem claro para mim que as instituições de ensino são para o governo uma espécie de baú onde juntam o máximo de crianças possível por metro quadrado. O professor é mal pago e é frequente ter que complementar sua renda com trabalho em mais de uma escola, ou sobrecarregar-se com mais aulas do que poderia administrar sem privar-se de uma vida pessoal.

Não estou dizendo que “a culpa é do governo”, mas que esse não faz nada para melhorar a situação está claro e evidente, e quando toma alguma medida nunca é para beneficiar o professor, e sim para transformar a palavra “ensinar” cada vez menos a nossa missão e cada vez mais uma palavra no dicionário, vazia de significado.

Leia também: Comportamento agressivo entre estudantes

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: