Primeira semana de aula – celular pode?

Como eu já disse anteriormente, é bom estabelecer as regras logo na primeira semana para que se acostumem e percebam que as regras serão cumpridas à risca doa a quem doer. E não há nada mais chato do que ser interrompido no meio da explicação pelo som de um celular tocando. E ainda mais com os toques que os adolescentes costumam usar, alguns levam a classe toda ao riso, eu mesma já tive problemas para fazer a classe acalmar-se depois de um toque desses acontecer bem no meio da aula.

Eu costumo explicar aos alunos que o celular não pode ser permitido porque desvia a atenção dos outros alunos. Por regra de educação quando estamos num local público onde as pessoas precisam de calma ou concentração devemos desligar o celular em respeito aos presentes. Em cinemas, teatros, reuniões e principalmente dentro da sala de aula, se trouxerem o celular deve ficar desligado e dentro da bolsa ou mochila porque mesmo desligado, se estiver em cima da carteira irá despertar a atenção dos outros.

O aluno está esperando uma chamada urgente

No caso de o aluno alegar que está esperando uma chamada urgente, aconselho-o que deixe no bolso apenas para vibrar e caso aconteça a ligação, que peça licença para sair e atenda-o fora da sala de aula, porque ninguém merece ter que esperá-lo terminar sua conversa telefônica para prosseguir com a aula.

Alunos rebeldes

Alguns alunos ficam brincando com o celular na sala e quando chamados à atenção alegam que o mesmo não está tocando, portanto não está atrapalhando. Eu sempre digo que mesmo não tocando está desviando a atenção dele, aquilo não é hora para brincar com o celular, é hora de prestar atenção à aula.

Se o aluno persiste no comportamento eu comunico aos pais, peço ajuda a eles para que não permitam que o filho traga o celular à escola, pois se ele for pego novamente brincando com o celular dentro da sala de aula, ou se ele tocar, o aparelho será retirado e levado à sala da diretoria, onde ficará até que o pai ou responsável venha buscá-lo.

Caso o pai diga que ‘comprou o celular para que o filho o use’, é importante mostrar a ele que usando o celular a todo momento em público, o mesmo corre o risco de ser roubado, e que a atenção do aluno deve ser para a aula e não para o aparelho, que poderá ser usado em outro momento.

Leia também: Essa porcaria de chiclete

Anúncios

2 Respostas

  1. Celular na sala de aula é um absurdo!!!

    não tem nem que perguntar, não pode e pronto!!

    e que história é essa de ligação urgente!!! tá todo mundo louco!!

    na minha época, se precisasse mandar algum recado urgente para algum aluno, era só ligar na escola, e pedir para passar o recado em algum horário conveniente!!!

    []s

    Dinho

    http://agrj.wordpress.com

  2. Eu concordo com você, mas como tenho também cursos de adultos, dou aulas para médicos, advogados, empresários… Uma ligação importante pode acontecer. Dei aula de inglês para um médico e ele só comparecia às aulas no dia de plantão porque levava o celular e a escola era bem próxima do hospital.
    Infelizmente em alguns casos temos que abrir excessões, e nem sempre a escola dá o respaldo para medidas enérgicas, alguns estabelecimentos são tolerantes a respeito e como professores fica complicado tomar medidas drásticas nesses casos.

%d blogueiros gostam disto: