Vítima de bullying na PB finge sequestro para chamar a atenção

Depois de cerca de oito horas de depoimento no 10º Distrito Policial de João Pessoa, na Paraíba (PB), um estudante de 18 anos confessou que se encharcou de gasolina e forjou o seu próprio seqüestro para chamar atenção das autoridades sobre o problema do bullying escolar, afirmou o promotor da Infância e da Juventude Alley Borges Scorel. O depoimento começou às 14h desta terça-feira (26).

O estudante é o mesmo que ameaçou um colégio particular da cidade em setembro do ano passado, afirmando ser vítima “extrema” de bullying – prática na qual crianças e adolescentes são intimidados por colegas de maneira agressiva, com apelidos constantes e repetitivos.

A suposta armação foi feita pelo rapaz para convencer a polícia e o Ministério Público do Estado da Paraíba de que ele não estava envolvido na produção de três vídeos que foram divulgados no YouTube, em que eram feitas ameaças a alunos da escola particular da cidade _a mesma que foi alvo de ameaças em setembro.

Entenda o bullying escolar

De acordo com Scorel, o garoto confessou aos policiais ter produzido sozinho os vídeos para simular que seria perseguido por um suposto grupo de alunos numa forma de vingança. Bem editada, a montagem leva a crer que o jovem era um dissidente do grupo e que o motivo do rompimento seria ter denunciado à polícia um plano do grupo de realizar um atentado (não-concretizado) na escola. O vídeo também pede uma lei nacional de combate ao bullying.

Continue lendo em Globo Notícias – Bullying Escolar

Leia também: Bullying – saiba mais

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: