Bullying pode ser uma das explicações para tragédia nos EUA

O estudante provocou tragédia nos EUA era vitima de bullying.

O estudante provocou tragédia nos EUA era vítima de bullying.

O estudante Cho Seung-Hiu, 23, autor do massacre que resultou na morte de 32 pessoas na Universidade de Tecnologia da Virgínia, nos Estados Unidos, foi vítima de bullying escolar. Segundo seus colegas disseram à rede NBC, ele era ridicularizado durante ensino médio por causa do excesso de timidez e “jeito esquisito de falar”. Para os especialistas ouvidos, a agressão moral sofrida por Seung-Hiu pode ser uma das explicações para o ataque. O estudante, que também apresentava transtornos psicológicos, se suicidou após o tiroteio. Conheça as vítimas do ataque.

A pedagoga Cleodelice Aparecida Zonato Fante, vice-presidente do Centro Multiprofissional de Estudos e Orientação sobre o Bullying Escolar (Cemeobes) brasileiro, explica que o bullying é um conjunto de comportamentos agressivos, intencionais e repetitivos que são adotados por um ou mais alunos contra outros colegas, sem motivação evidente. “A agressão moral, verbal e até corporal sofrida pelos alunos provoca dor, angústia e sofrimento na vítima da ‘brincadeira’, que pode entrar em depressão.”

Estudos feitos pela pedagoga, entre 2000 e 2003, com dois mil estudantes de 5ª a 8ª séries do Brasil, mostram que 49% dos alunos estavam envolvidos com o bullying: 22% eram vítimas, 15% eram agressores e 12% eram vítimas agressoras.

Continue lendo em Vestibular e Educação – Bullying escolar

Leia também:

Bullying – é preciso levar a sério ao primeiro sinal

Anúncios

Uma resposta

  1. Olá! Eu também fui vítima de bullying na secundária. E mesmo hoje em dia também sou por vezes. Já várias vezes quando saio à noite, encontro sempre uma ou outra pessoa que só sabe é gozar e isso fez com que eu passasse a sair menos. E também já aconteceu eu ir para cumprimentar raparigas que eu pensava serem minhas amigas e elas irem-se esconder, darem-me tampas e ignorarem-me, entre outras maneiras de me evitar. E também já vi raparigas bonitas fazerem o mesmo a outros rapazes, inclusivamente na televisão. Uma vez, vi um tipo a tentar conversar com uma rapariga e quando um outro tipo chegou, ela sentou-se na cadeira ao lado e disse ao tipo que tinha chegado para se sentar onde ela estava sentado de modo a ficar separada do tipo que tinha tentado conversar com ela. E li uma vez num livro uma história de uma mulher por sinal bonita que o divertimento dela era humilhar rapazes, aqueles que arriscassem a ir ter com ela por algum motivo. E então, antes que eles dissessem alguma coisa, ela dava-lhes logo tampa e ria-se na cara deles, principalmente os que ficassem deprimidos ou enfraquecidos com a tampa que levaram. E já me aconteceu eu fazer um «friend request» a uma rapariga e ela aceitar mas depois quando me viu pessoalmente, foi esconder-se. E quando dava o «Carrossel» na RTP 2, bem via o tratamento que a Maria Joaquina dava ao pobre do Cirilo. E já me aconteceu eu tentar conhecer uma mulher bonita e ela arranjar logo maneira de se livrar de mim. E também já me aconteceu eu ir para cumprimentar uma rapariga e ela: «Tudo fixe?» e não me deixar dar-lhe dois beijos um em cada face. E uma vez o meu irmão ficou de tal maneira destroçado com uma tampa que uma aparentemente amiga dele lhe deu que enfrascou-se ao ponto do dono do café telefonar lá para minha casa a dizer que ele estava bêbado. Não me admira nada que essa tipa se tivesse divertido à grande e à francesa assim que soube. E também vi no Sozinho em Casa essas meninas a humilhar o Kevin, dizendo por exemplo: «És aquilo que os franceses chamam: les incompetents». E uma vez vi recentemente na série juvenil «Morangos com Açúcar» um rapaz a dizer umas verdades a uma rapariga dessas que só são bonitas fisicamente por ela ter achincalhado um amigo dele e ela e as outras que lá estavam e também deviam ser bonitas apenas fisicamente começaram todas a gozar com ele, achincalhá-lo e rirem-se na cara dele. Eu então, para não partir a televisão com a revolta, desliguei-a. Eu sinceramente adorava imenso ver estas e outras meninas bonitas (apenas fisicamente) a fazerem este tipo de coisas a um gajo tipo este Cho Seung-Hui. Eu depois queria ver o desfecho. E quem se ia divertir depois à grande e à francesa era eu. Digam-me se eu estiver errado, mas acho que essas coisas que essas meninas bonitas (pelos vistos fisicamente apenas) fazem aos rapazes também são formas de bullying. Depois admiram-se de haver massacres como este. Para ser sincero, já me ocorreu várias vezes ir por vingança com um colete ou um cinto de explosivos para o meio de uma multidão e fazer-me explodir, principalmente uma multidão onde houvesse muitas mulheres bonitas, pois muitas delas só o são fisicamente.

%d blogueiros gostam disto: