Formar ou informar?

A missão do professor antes de informar é a de formar o caráter e ajudar o ser humano sob sua responsabilidade a formar opiniões e encontrar suas respostas. Alunos-problema serão funcionários-problema. Os alunos-problema têm que ser tratados em sala mas os funcionários-problema serão simplesmente descartados.

Quando percebo um comportamento inadequado num aluno procuro falar com ele para corrigir o problema e se não for bem sucedida procuro falar com os pais. Não sossego enquanto não encontrar uma solução que surta o efeito desejado e nunca desisto do meu aluno.

Os alunos que apresentam falhas no comportamento muitas vezes me consideram chata porque ‘pego no pé’, mas no final das contas eles percebem que eu faço isso porque realmente me importo com eles e com o seu futuro.

Não tenho medo de ser considerada chata e digo a eles inclusive que não faço o menor esforço para ser ‘legal’. O que me interessa na verdade não é ganhar um concurso de popularidade, mas que eles sejam pessoas bem-sucedidas no futuro e que tenham um aprendizado o mais eficiente e confortável possível.

Sou também considerada exigente, mas se me dedico tanto a eles sinto-me também no direito de exigir algo em troca. Não exijo perfeição mas a cada um exijo que se adapte, que melhore, que busque formas de aprender e de se adequar ao grupo.

Alguns alunos que nunca tiveram aula comigo têm uma imagem de uma professora severa, brava, exigente. Prefiro ser considerada assim que ser considerada boazinha, desleixada e permissiva. Não tenho o menor pudor de exercer a autoridade a mim confiada pela direção da escola e pelos pais que lá matricularam seus filhos. Evito os choques mas se forem mesmo necessários não costumo retroceder.

Ensino meus alunos a serem pontuais sendo pontual; ensino a persistência sendo persistente; ensino a organização sendo organizada. Digo-lhes que no dia em que eu não cumprir um prazo que eles também poderão atrasar suas tarefas; que quando eu chegar atrasada poderão também ter o mesmo atraso na aula seguinte; que quando eu desistir de alguma coisa será permitido que também desistam.

Mas estou sempre aberta e ofereço ajuda aos que têm dificuldades. Procuro sempre o ‘caminho do bem’, da paz e da conversa. Caso não seja possível opto por outros caminhos.

Leia também:

Problemas em sala

Anúncios

Uma resposta

  1. […] também: Formar ou informar? Tags: comportamento, educação, professor, Profissão, vídeo, […]

%d blogueiros gostam disto: