Professor linha dura

Manter a disciplina é imprescindivel para o ensino.

Manter a disciplina é imprescindível para o ensino.

Sou do tempo em que o professor era a autoridade máxima em sala mas hoje nem sempre os alunos respeitam a figura do mestre, tratando-o de igual para igual ou mesmo com desrespeito absoluto. Acontece até de alunos agredirem os professores, o que considero o fim da picada.

Para que qualquer atividade que envolva um grupo tenha um bom desenvolvimento e apresente o resultado esperado a figura do líder é indispensável, porque se não há alguém para orientar e direcionar os esforços e a atenção do grupo, a mesma dispersa-se e os objetivos vão ficando confusos e difíceis de atingir.

Para que a aula flua naturalmente é necessária uma boa dose de ordem e para que isso ocorra é necessário que se obedeça a uma hierarquia. A autoridade do professor não deve ser apenas ‘figurativa’, deve ser exercida sempre que se fizer necessária.

Não entendam com isso que eu prego o autoritarismo, mesmo porque isso já ficou para trás, e já foi tarde. O que eu prego é o respeito à autoridade do mestre. O professor que não se impõe, que não tem o domínio da classe, em minha opinião deveria procurar outra profissão.

Para ser professor são necessárias algumas características de liderança, segurança no que se ensina, planejamento para não ser pego de surpresa, atenção às reações e atitudes dos alunos. Um certo conhecimento de linguagem corporal também é bom, para que se perceba como o que se faz está refletindo nos alunos.

Um bom professor não tem dificuldades para lidar com sua classe, estabelece com eles uma relação de companheirismo e confiança. No início isso pode ser complicado, mas aos poucos e com paciência o mestre vai descobrir o caminho para chegar aos seus alunos.

Com gritos e castigos não se consegue muita coisa, e lidando com adolescentes é sempre bom evitar entrar em rota de colisão. Contornar situações que podem tornar-se desagradáveis é muito mais valioso que provocá-las.

Jogo de cintura, bom humor, espírito esportivo e paciência acabam nos levando à rota certa para conquistar a confiança dos alunos. Atitudes firmes e seguras mostram aos alunos que podem deixar-se guiar sem riscos. E não tenha medo de ser enérgico se necessário.

Encare os problemas de frente e não se deixe acovardar. Mostre-se firme quando necessário e maleável quando for possível. Aceite sugestões, peça opiniões. Permita que eles decidam também algumas coisas que não são tão importantes. Explique os motivos de suas atitudes. Comunique-se com seus alunos. Não confunda autoridade com autoritarismo, seja apenas um professor e não um déspota, o despotismo fomenta a revolta.

Trate seus alunos como indivíduos e não como membros de um grupo, conheça-os, saiba do que gostam e o que sonham. Ajude-os a realizar seus sonhos e a vencer suas dificuldades.

Acima de tudo seja justo e tenha a humildade de reconhecer quando estiver errado. Ouça o que os alunos têm a dizer antes de tomar decisões precipitadas. Faça-os ver que você está ali para orientar e ajudar mas que não é mais um coleguinha deles.

Dê bons exemplos: chegue cedo para que seus alunos não se atrasem, cumpra suas promessas para ensiná-los a ter compromisso com os estudos, traga suas atividades em dia para que também façam as deles. Leve seu trabalho a sério e assim estará demonstrando respeito com seus alunos. E não se esqueça nunca: respeito não se exige, se conquista.

Leia também:

Aluno engraçadinho

3 Respostas

  1. […] é imprescindível para o ensino. Sou do tempo em que o professor era a … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

  2. […] é imprescindível para o ensino. Sou do tempo em que o professor era a … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

  3. […] ou mesmo com desrespeito absoluto. Acontece até de alunos agredirem os … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

%d blogueiros gostam disto: